4 de jul de 2014

Vivendo a Abundância: fluxo, entrega e coração!

A natureza ensina que a força da vida é manifestada pela ABUNDÂNCIA!!!

Só não percebe a abundância quem não quer... 
A biodiversidade (diversidade de vida em cooperação) 
é apenas um exemplo.
A abundância revela um padrão de comportamento que nos acompanha enquanto seres vivos... membros de uma Rede de conexões vivas e, portanto, doadores/receptores permanentes dos fluxos de informações presentes no Universo.

Nesse contexto, a plenitude é o nosso modo natural de ser humano... Sentir-se digno de desfrutar, conviver e compartilhar toda a abundância de possibilidades e experiências ofertadas na natureza.

Ao contrário do que muita gente pensa, 
a abundância está na simplicidade.

É saber viver com aquilo que nos basta e pronto! 


Não tem nada tem a ver com excessos, Muito menos significa ter mais ou menos dinheiro. Estado de abundância é tudo aquilo que supre nossa existência nesse LUGAR (AQUI) e nesse tempo (AGORA)!

Abundância é uma energia que gera amor, 
praticada por quem tem coragem para sair de suas zonas de conforto 
e exercer o modo mais autêntico de viver (cada um tem o seu).

Nas culturas ameríndias o milho é símbolo da abundância.
Foto: colheita de milho vermelho crioulo
Pessoas abundantes dedicam-se à realização dos seus objetivos de vida (e quando eu falo vida... é no sentido mais honesto da palavra). 

Enquanto toda sociedade e indústria midiática projetam um modelo artificial de prosperidade e sucesso... as pessoas abundantes sorriem e decidem se dedicar àquilo em que elas, de fato, acreditam. 

A prática da abundância está na capacidade que cada um possui para ativar seu poder pessoal e ter autonomia criativa sobre a própria vida. 

Quem está consciente, pleno, possui uma mente ativa capaz de criar situações cada vez mais positivas (para si e para os outros), tendo em vista que reconhece a sua Unidade com o Todo Abundante.

Desse modo, podemos escolher mudar nosso padrão energético para sintonizar nossa consciência interior e nossa força de propósito com as leis do Universo.

ENTREGAR-se para a energia do AMOR

Aderir ao paradigma da abundância é escolher um estilo de vida!!!

Acessamos o fluxo da abundância quando ampliamos nossas trocas de energia com o ambiente, com outras formas de vida; quando realizamos nosso serviço (missão) com vocação, de modo ampliar o conceito de trabalho para algo mais abrangente do que um simples meio de garantir a vida.

Tudo indica que é possível não ter medo do futuro e, sim, confiança na verdade do amor, pois se escolheu ser livre para fazer aquilo que ama, o Universo providenciará. Nada te faltará!!! Pode acreditar!

Quando passamos a vibrar a energia da abundância, ela se manifesta em nossas vidas, independente das materialidades do mundo. 


O padrão de escolha é a chave de orientação 
do caminho a ser seguido: o caminho do coração.
Produzindo farinha de mandioca e biscoitos de abobrinha: Reserva Bom Retiro, Aldeia Velha-RJ






Quer simplicidade? Reduza o excesso de necessidades


A escolha por viver com ABUNDÂNCIA implica em reduzir o excesso de necessidades. De fato, essa abundância aponta para os caminhos mais simples e autênticos.
Reduzir necessidades (além de fazer sobrar dinheiro) implica na possibilidade de reduzir tempo de trabalho.

Se a Rita Lee estive aqui, traduziria em singelas palavras:
"Um belo dia resolvi mudar...
E fazer tudo o que eu queria fazer!"

Afinal, quanto menos coisas você precisa, mais tempo livre terá para dedicar-se àquilo que julga, de fato, importante: produzir para o auto-consumo, brincar, caminhar, conversar, deitar na rede, meditar etc.

Nesse caso, trocaremos consumo e acúmulo de objetos
por nada menos do que LIBERDADE...

A Abundância da Alimentação Viva


Com a Alimentação Viva, passamos a dar valor a tudo aquilo que, realmente, tem valor. Reduzimos consumos desnecessários e passamos a produzir para nós mesmos. Com o tempo, compreendemos o verdeiro significado da palavra abundância:

O auto consumo é uma forma de simplicidade. Uma forma de viver que valoriza talentos inatos, sabedoria intuitiva e convivência comunitária.

Colheita de sementes na Horta-Jardim! Com Raquel Torres - 2013.

É tempo de mudanças!


MuDANÇAS nos conceitos de ambiente, agricultura, economia, trabalho, nutrição, saúde e educação. São as respostas à atual crise de valores imanente ao fracasso das sociedades urbano-industriais capitalistas. 

Atualmente, vivemos um período de transição na humanidade... uma fase de mudanças em que as pessoas parecem acordar de um sono antigo. Muitas pessoas estão transformando seus modos de pensar e sentir a vida. Buscam soluções, novas formas de se relacionar e se sustentar.

Não é o mundo que precisa ser mudado!!!!! 
Um mundo vivo é capaz de saber quando e como deve mudar. 
Quem precisa, de fato, mudar são as próprias pessoas. 

As pessoas é que precisam de pessoas, de comunidade, da experiência criativa em conjunto. Pessoas precisam re-aprender o que é o amor para agir como toda a comum-unidade de vida.

Para que a transição ocorra, é necessário uma mudança de padrão, cujo foco está na doação e recepção de tudo aquilo que nos fortalece enquanto humanos.

A verdadeira mudança é aquela que transforma medo em amor!


Hoje, há diversos movimentos que atuam para mudança dentro do contexto de um mundo vivo e dinâmico. Refletem a transição paradigmática para um novo tempo, uma nova história... onde as pessoas re-encontram dentro de si todo o seu poder pessoal e capacidade de auto-gestão. 

VIDA É MOVIMENTO!


Vivo com Deus infinito próspero e ilimitado dentro do ser onde moro,

Aline Chaves e as Panelas de Capim

Para se aprofundar, recomendamos a leitura do livro:
SILVA, Paulo Roberto da. Consciência e Abundância. Niterói, 2009.

4 comentários :

  1. Oi Aline!
    Fiquei surpresa de um post tão bonito, tão bem escrito e com tanta sabedoria não ter tido nenhum comentário e este ser o primeiro.
    Ouvi numa palestra que o ser humano parece estar se transformando num androide, cada vez mais automatizado e consumista. Então, esta volta ao estilo de vida em comunhão com a natureza parece ser o caminho para a elevação da conciência. Ou será que é a elevação da consciência que nos faz acordar e nos voltar para um estado mais natural?
    Sou vegana por amor aos animais e não porque comer carne não era saudável, mas junto com o veganismo veio a busca por um estilo de vida melhor, menos consumista, tanto que não tenho mais carro e vou ao trabalho à pé, uso transporte coletivo,mas ainda falta o alimento germinado, o suco verde, mais alimentos crus e plantar o meu próprio alimento. Por isso já entrei em contato contigo para adquirir a postila virtual.
    Teu blog é de muita sabedoria.
    Um abração!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, que linda!!!!!!!!

      Fiquei super emocionada com seu depoimento, Regina...

      Acho o máximo pessoas que se observam e dedicam-se à aceleração dos próprios processos de mudança.

      O despertar da consciência é como o desabrochar de uma flor!
      Ainda tem muita gente dormindo... Mas, tudo bem! Assim como as flores, cada um de nós tem seu tempo de abrir-se para o mundo.

      Um Beijo Grande!

      p.s. Muito agradecida pelo primeiro comentário! rs AMO este post! O conteúdo deste texto significa muito para mim...

      Excluir
  2. Muito lindo o que li , faz bem pra alma !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém! Gratidão pelo comentário. Paz e felicidade!

      Abundância!

      Excluir

Olá!

Escreva aqui o seu comentário sobre a postagem.

Alimentação Viva: um outro estilo de viver

Afinal, o que é Alimentação Viva para você?  Para nós, não se trata de um hábito alimentar, muito menos de uma dieta. A Alimentação...

Jovens postagens

.

O conteúdo deste blog é ofertado aos leitores que desejam aprimorar-se nas práticas da Alimentação Viva e inspirar-se no estilo de vida ecológico.

Agradeço de profundo coração os compartilhamentos que CO-LABORAM para divulgar este trabalho, citando as respectivas fontes e autoria!

Aqui mora um pequeno resumo dos muitos anos dedicados à pesquisa, onde uso o meu próprio corpo como experimento.

Peço gentilmente que não utilizem as nossas publicações para fins comerciais. Só porque não vale à pena promover-se financeiramente às custas do esforço e criatividade alheios.

A Vida vem da Vida!

Com carinho,

Aline Chaves
A moça que planta nas panelas

Licença Creative Commons
Panelas de Capim de Aline Almeida Chaves está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://panelasdecapim.blogspot.com.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

O que tem dentro das Panelas de Capim?