30 de mai de 2014

Massa Puba: a fermentação da mandioca

Há muitas formas de se comer mandioca sem precisar cozinhá-la. 

Todavia, eu confesso: massa puba é a minha preferida!


Desde muito antigamente, os povos indígenas já praticavam a sabedoria de colocar a mandioca para conversar com a Mãe d´Água. Colocavam a mandioca com casca e tudo na beira do riacho... e sob as águas correntes dos dias que se passavam testemunham seu processo de mutação na natureza.

Massa Puba!


É! Tá certo que não tem cara de princesa... rs 

O aroma também não é lá estas coisas. Mas, o paladar e a força disto na sua comida. Não tem distinção!!!!
E se alguém ainda tem alguma dúvida sobre a maravilha que o processo da fermentação pode provocar no funcionamento das funções vitais do nosso corpo, faça uma visitinha à postagem sobre alimentos fermentados (clique aqui).

Chamamos de fermentação da mandioca, esse processo tão querido pelo povo que habita o nordeste brasileiro.
E daremos os passos para fazê-la, a seguir: 

Ingredientes:

Água
Mandioca
Tempo

Modo de Fazer:


Deixar a mandioca com casca e tudo de molho em um recipiente coberto com água, de 3 a 5 dias. Trocar a água 1 vez por dia...

Opção 1: bacia de vidro coberta com um prato

Opção 2: pote de vidro com tampa

É muito importante que toda a mandioca esteja submersa, de modo que não tenha nenhuma parte fora da água, sob pena de oxidar.

Também é importante trocar a água todos os dias. Até que um dia, a mandioca amolece e fica macia.

No alto verão, é possível fazer massa puba em 3 ou 4 dias. Já no inverno, o processo é mais lento, podendo chegar até 1 semana ou mais.

O ponto perfeito é vê-la desmanchar nas mãos...



Quando isso acontece: a mandioca conseguiu “pubar”! (ATENÇÃO: este não é um efeito muito agradável à qualquer olfato... Mas, o resultado final, acreditem, é espetacular...)

Agora, é necessário descascar e despedaçar pouco a pouco, como se fosse desfiar...


Depois de desfiada, é necessário espremer a massa puba em um coador de voal para retirar todo o excesso de líquido.



A massa de mandioca que fica dentro do coador deve ser aberta em uma peneira e levada ao sol ou ao forno aberto do fogão para desidratar.

É necessário esfregar com as duas mãos para abrir a massa puba... Espalhar bem uma do ladinho da outra fará que seque mais rápido.

Como funciona o forno aberto do fogão?


Temperatura no mínimo, porta entreaberta para deixar o ar circular dentro do forno. A desidratação só ocorre com a circulação do ar quente. No caso da alimentação viva, não pode ser muito quente assim... Por isso, orientamos a pousar as mãos sobre a travessa com a massa puba, de vez em quando, para que haja o controle da temperatura. Isso é muito importante para criar a intimidade com a nova profissão do seu forno: desidrata-AMOR (mais AMOR do que calor).


A massa puba desidratada pode ser armazenada em recipiente de vidro com tampa por até 2 meses.

O uso na culinária é vasto, enriquece farofas, dá liga para massas de empadões, pães...
 
Além de fazer um maravilhoso queijo ralado!!!!

Segue a receita do queijo ralado de mandioca fermentada:


Tempere  1 xícara de massa puba desidratada com azeite extra-virgem, 1 colher de levedo de cerveja e sal. Está pronto seu queijo ralado!

23 de mai de 2014

Palha de cenoura metida à gratinada...

Aqui vai mais uma receitinha para sua vida ficar mais viva do que já é...


Só tem 1 detalhe:

Você tem que ter tomado, pelo menos, 1 copo de leite de amendoim germinado! rs 

É porque para fazer a cenoura ficar com cara de gratinada... Tem que ter farinha de amendoim germinado!!

Com o tempo, você passa a associar leites de sementes de amendoim germinadas com receitas farofitas...

Então, vamos lá:


2. Faça um leite com o seu amendoim germinado (beba em forma de vitamina, suco ou nectar: para aprender, clique aqui); Aproveite a massaroca fresca que surge do leite de amendoim para criar... 

Você também pode desidratar sua farinha de amendoim (para aprender, clique aqui)


Palhas de Cenoura Metida à Gratinada!




Ingredientes:

1/ cebola ralada
1 cenoura ralada
sal
azeite extra-virgem

Modo de Fazer:


Rale a cenoura e a cebola no ralo fino do ralador. Esprema-a em um coador de voal. Faça sair todo o líquido contido dentro da cenoura ralada. Separe o caldinho que solta do coador para fazer um molhinho bacana depois. 



Agora, misture todos os ingredientes: a cebola, a cenoura, o sal, o azeite e a farinha de amendoim germinado. Está pronta!!!

Se quiser acrescentar uma erva cheirosa, será uma boa iniciativa da sua parte!

Sucesso de delícias!!!

Com carinho,

Aline Chaves e as Panelas de Capim


16 de mai de 2014

Consomê de abóbora com brotos de girassol


 Ôpa!!! Bateu um friozinho aí também?

Que tal um consomê de abóbora com sementes de amendoim germinadas e brotos?

 Vai formar um caldinho de vegetais crus... Super temperadinho e saboroso. 

Topa?



Então, tome tento no planejamento da sua germinação de amendoim e da sua produção de brotos de girassol... 


Utilize os links abaixo para se orientar e mãos à massa.

Ingredientes


1 xícara de amendoim germinado no ar (aprenda a germinar, clique aqui)
1/4 de abóbora média
1/2 batata doce média
1 bandeja de brotos de girassol na terra (aprenda a fazer brotos, clique aqui)
1/2 cebola rôxa
1 raiz de cúrcuma (pode ser em pó)
1 bandinha de pimenta dedo de moça fresquinha
1 tomate
1 limão
sal
azeite extra-virgem

Modo de Fazer


Corte as cebolas em arquinhos, deixe-as de molho em 1 copo e meio de água, por 10 minutos. 

Escorra as cebolas e reserve a água para fazer o caldo de amendoim.

Agora, corte os tomates em quadradinhos, e limpe os brotos de girassol. Junte-os em uma bacia de vidro com as cebolas escorridas. Acrescente sal, azeite e limão. Deixe marinar até o final da receita. Se quiser que fiquem mais amolecidas... dê um belo apertão nos girassol com ambas as mãos.



Para fazer o caldo de amendoim germinado, não será necessário descascá-lo. No liquidificador, bata as sementes germinadas com a água em que as cebolas ficaram de molho. Depois, coe em um coador feito com voal (aquele de fazer cortinas). Separe o líquido para continuar a receita.

Ao final, bata o caldo do amendoim germinado no liquidificador com a abóbora, a batata doce, a pimentinha  dedo de moça e a cúrcuma (pode ser com casca e tudo, basta lavar com esfregão que tá tudo certo).

Vai ficar um líquido cremoso e colorido... É o consomê!


Você pode amornar em uma panela de barro (ou ferro, ágata, inóx, vidro...). Mexe muito em fogo baixo, se preferir pode usar a mão dentro da panela para mexer, pois a mão é o termômetro do fogo da vida. É se que o alimento é vivo, o uso do fogo tem se que ser só para AMORnar sabe?

É muito mais AMOR do que calor... Quando é que fica pronto? Amorne até que a sua mão suporte o calor... Ficou morninho? É porque tá pronto...

O molhinho com  o girassol você joga por cima.


Vamos comer?



Atenção!! 

Aproveite essa massaroca que sobra no coador quando faz o leite de amendoim. Esta sobra vira farinha de amendoim, a qual você pode incorporar e criar outras receitas...

com carinho,

Aline Chaves e as Panelas de Capim

9 de mai de 2014

Conexão com a sabedoria das águas



"Na medida em que um som se cria existe um ouvinte: a água"
Masuro Emoto

A lembrança de vida é transportada pela água. O que é água estruturada? Como organizá-la? O que são memórias e mensagens da água? O que isso tem a ver conosco? 

A intenção desta postagem é conscientizar sobre a função das águas neste Planeta, o que vai muito além de seus usos cotidianos...

As águas são tão antigas quanto sábias! Estas que conhecemos são as mesmas que saciaram a sede dos primeiros seres vivos...

Você já se perguntou por que?

Cachoeira das Andorinhas, Aldeia Velha - RJ

As águas são finitas, mas não acabam porque são RENOVÁVEIS* em sua fluidez liberta (ninguém aprisiona água por muito tempo).

Dançam em rios, mares, lagos e circulam em ciclos de evaporação que as conduzem aos céus para depois chover em algum lugar... viajar pelas profundezas da terra e re-começar tudo outra vez.

*observação: água é renovável, portanto, nunca acaba. Contudo, é possível que o desrespeito humano interrompa seus ciclos naturais e tornem-nas escassas em determinados lugares (irrigação, indústrias de água mineral, refrigerantes, cervejarias etc.).

Córrego virgem da Reserva Bom Retiro - Aldeia Velha, RJ.


Função das Águas para a Unidade da Vida


A água possui capacidade de MEMÓRIA.

Ao diluir e dissolver as matérias vivas que encontram no caminho, ela registra informações e as distribui... Ao cair sobre a terra, quando penetra na morada das raízes, também registra os conteúdos das rochas mais profundas. Quando emerge para encontrar a luz do sol, conversa com rios, montanhas, mares e oceanos.

Há bilhões de anos, a água obtém diversas informações de diversos minerais, animais, vegetais e acumula em si toda sabedoria registrada na face da terra. 

"A lembrança de vida é transportada pela água." 
Masuro Emoto

TODOS os seres vivos são compostos de água... Isso significa dizer que TODOS nós compartilhamos desta mesma fluidez, pois somos parte dos seus ciclos vitais. 


A água reúne a sabedoria da vida, em termos de UNIDADE.


Essa Unidade está viva dentro de nós: somos organizados por sistema circular sanguíneo, bebemos, transpiramos, choramos, menstruamos, urinamos.

Há inúmeros riachos circulando dentro de nós! 
(lê-se sistema sanguíneo circular). 
São as águas da vida buscando nossas informações e partilhando-as com os demais!

Água é uma energia visível de sabedoria magnânima. Vale mais do que bilhões de bibliotecas, milhares de Universidades... Reúne informações vivas de todos os seres que viveram (e ainda vivem) neste planeta há milhares de anos!!!

Quer ficar mais sábio? Basta tomar banho de rio... está resolvido! rs

Águas estruturadas


Águas estruturadas são aquelas cuja matriz de moléculas organizadas sustentam o funcionamento das células vivas...

Estas ÁGUAS da VIDA estão presentes nos vegetais vivos, nas nascentes situadas nos topos das montanhas (energia da terra) e nos rios, córregos, corredeiras, lagos, lagoas e tudo mais que mora límpido à céu aberto (energia do céu).

Rio Aldeia Velha, Reserva Bom Retiro-RJ
Quer beber água estruturada e você não está no alto da montanha? 

Coma uma fruta fresca, qualquer uma!!! As frutas consistem em 90% de água organizada estruturalmente no estado sólido... Ai, esses vegetais me encantam!

Caju é água pura!! Doce, saborosa e nativa do Brasil!!!
Por que as grandes cidades afastam-nos das águas estruturadas?

Sistemas de distribuição de água são extremamente precários, pois desestruturam e desorganizam suas moléculas no curso até as nossas vidas:

1. Agricultura industrial contemporânea desrespeita os ciclos de produção das frutas (você come manga o ano inteiro e acha normal?), bem como utiliza seu plantio em monoculturas, o que facilita o manejo de agroquímicos nas plantações.

2. Falta de saneamento básico: evacuar na água que um dia vai beber é, no mínimo, uma perturbação psíquica.

3. Grande esterilização com ataques de cloro e diversos aditivos químicos de origem sintética: uma verdadeira guerra biológica. 

4. Canalização em tubos com material plástico, metal, ferro: a água dilui e armazena tais substâncias em sua memória, além do fato de a canalização não permitir sua exposição à luz solar.

5. Eu não vou nem falar sobre água mineral presa dentro de uma garrafa de plástico (procurem no google sobre uma substância tóxica chamada dioxina). Também não vou falar sobre a mineração das indústrias de água mineral, nem sobre a privação ao uso social da água, nem sobre a escassez de água em seu próprio lugar de origem. Sobre água mineral, só uma frase pequena:

Água quer correr solta,
quer beijar riacho...
Água é prima da liberdade!

Lembrem-se que somos feitos de água!!! Pelo menos, 70% do nosso corpo é água. Desse modo, quando organizamos as águas que vamos beber e banhar, organizamos nossos corpos, também. 

Re-estruturando águas para beber 

(e também para tomar um banho bem especial...)


Não por acaso, a natureza expôs os rios ao céu aberto! Ao colocar jarras no sol, re-organizamos as estruturas vivas presentes nas moléculas de água. Acrescente ervas cheirosas!


Pode acrescentar flores comestíveis!

Água solarizada: flores de ipê com beterraba
Para re-organizar a estrutura de uma água, colocá-la ao sol e dizer com sinceridade: 
AMOR e GRATIDÃO!!!!!! Fácil, né!



A Memória da Água


O Universo é energia! Energia que vibra... e cada ser que nele vive possui uma frequência própria, que é única.

Substância, matéria, densidade... Se ampliarmos a visão da vida como enxergamos, tudo o que encontramos são partículas e ondas em constante movimento. Nada é sólido. Tudo é vibração!!!

Nossos olhos podem ver corpos físicos, não vibração. A vibração é sentida, vivida. Mas, atualmente, com advento da física quântica, ela já pode ser explicada...

A Cientista Beverly Rubik esclarece em seu artigo "The Biofield Hypothesis: Its Biophysical Basis and Role in Medicine" que cada ser vivo é responsável por uma forma única de irradiar frequências de ondas eletromagnéticas, as quais seriam detentoras de informações a seu respeito. A interferência por ondas se manifesta através de luzes que serão armazenadas quando recebidas no corpo. 

As ondas eletromagnéticas são emitidas por ninguém menos do que... pelas moléculas de água!!! 

Na França, o Cientista Jacques Benveniste comprovou que cada molécula no universo possui uma freqüência única e uma linguagem específica para falar no mundo. Ele descobriu que tal linguagem só poderia ser pronunciada porque a água era o veículo capaz de registrá-la, armazená-la em memória e expandi-la. 

Na verdade, a água é a grande responsável por conduzir a frequência característica de uma molécula em especial. Quando uma molécula de água emite sua frequência, a receptora entra em sintonia com a mesma. Assim, teria início um “efeito cascata,” pelo qual, após sintonizadas, as moléculas entrariam em ressonância e começariam a ressoar com as seguintes, produzindo a comunicação.

Isso explica a homeopatia, os florais de Bach, a agricultura intuitiva e, claro, as mensagens da água!

As Mensagens da Água


Há 18 anos, Masuro Emoto dedica-se aos estudos sobre o fenômeno da formação de cristais de gelo, congelando amostras de água coletadas e diversos lugares e em diferentes circunstâncias.

O pesquisador japonês iniciou seus trabalhos inspirando-se, ao acaso, ao ler a seguinte frase: "Não há dois cristais de neve que sejam exatamente iguais".

Desde então, a pesquisa do Dr. Emoto passou a demonstrar que música, fotografia, palavras faladas e palavras escritas podem alterar ou imunizar o estado da água.

Sem dúvida, o dado mais impressionante de sua pesquisa é a constatação de que as fotos dos cristas representam a capacidade de alinhamento da água com a consciência humana.

Estudo de alteração do estado da água pela música

Água exposta à Sinfonia de Sebastian Bach: Ária na 4ª Corda


Alteração do estado da água pela exposição de imagens fotográficas:

                    1. Golfinho                 2. Planeta Terra          3. Lago em Yelowstone, USA.  

Estudo comparativo: submeter duas amostras de água ao forno microondas

Amostra 1: água destilada comprada em farmácia; e
Amostra 2: água clorada exposta às palavras amor e gratidão.

A observação de Masuro Emoto foi surpreendente: a amostra de água onde estavam escritas as palavras AMOR e GRATIDÃO tornou-se imune aos efeitos do microondas, preservando-se o formato de cristal.

As  vibrações emitidas pelas palavras escritas: AMOR e GRATIDÃO

Como pode uma fotografia ou uma palavra escrita emitir som?


A pesquisa sobre as mensagens da água são explicadas na dimensão quântica... Se tudo vibra no Universo, tudo cria som... Até mesmo o silêncio das palavras escritas cria som, pois a frequência particular daquela energia é o que está sendo interpretado pela água.

"Quando vê uma palavra escrita, a água recebe como vibração e expressa a mensagem de um modo específico. Quando se forma um cristal geométrico, a água está alinhada com a natureza e com o fenômeno que chamamos de vida". (Masuro Emoto)

As mensagens da água são traduzidas em cristais porque atuam como um reflexo do mundo em que vivemos e nos fazem refletir sobre como queremos viver neste mundo...

Como o corpo humano é feito basicamente por água, esta pesquisa demonstra que as condições da mente influenciam diretamente as condições do corpo. Para Masuro Emoto: "As palavras amor e gratidão constituem os princípios fundamentais da natureza e do fenômeno da vida!"

Vibremos mais AMOR e muita GRATIDÃO!!! 

Vamos encher nossos rios internos de cristais e transbordar nossas vida com a serenidade e ternura que caracterizam uma pessoa plena!

Que tal um banho de Alecrim?

Deixar água com alecrim do campo ao sol... Que delícia de banho gostoso para tomar no final do dia!
No momento do banho, é possível beber a água do alecrim e fazer a Comunhão Essênia com o Anjo da Água, por dentro e por fora... (pode ser qualquer outra erva cheirosa do seu agrado e ao seu alcance).

Comunhão com o Anjo da Água


"Anjo da Água, entra no meu sangue e dá a água da vida ao meu corpo. 

E sentireis como a corrente célere do rio, o poder do Anjo da Água entrar em vosso sangue e, como os arroios de uma corrente, mandar o poder da Mãe Terrena, através do vosso sangue, a todas as partes do vosso corpo. E será curativo, pois o poder do Anjo da Água é muito grande e, quando lhe falardes, ele enviará o seu poder aonde determinardes, pois quando os anjos de Deus habitam no interior do Filho do Homem, todas as coisas são possíveis. 

Anjo da Água que faz a chuva cair sobre a árida planície, que enche o poço seco até a borda. Sim, nós te adoramos, Água da Vida. 

Desde o mar celestial correm e fluem as águas de fontes inesgotáveis. No meu sangue corre um milhar de fontes puras e vapores, e nuvens. E todas as águas que se espalham pelos Sete Reinos. Todas as águas feitas pelo Criador são Santas. A voz do Senhor está sobre as águas: o Deus de Glória troveja. O Senhor está sobre muitas águas. 

Anjo da Água, Santo mensageiro da Mãe Terrena, entra no sangue que flui através de mim, Lava o meu corpo na chuva que cai dos céus, E dá-me a Água da Vida!

Texto extraído do EVANGELHO ESSÊNIO DA PAZ

Que o Anjo da Água faça os seus caminhos internos fluírem!

Aline Chaves
Educadora para Sustentabilidade

Bibliografia:

EMOTO, Masuro. HADO. Mensagens Ocultas na Água. Editora Cultrix São Paulo, 2006.
Site oficial: http://www.masaru-emoto.net/portuguese/portindex.html
SZEKELY, Edmond. Evangelho Essênio da Paz. Editora Cultrix. São Paulo. 2002.

6 de mai de 2014

Ser vivo em comer-oração!

Sábado passado foi meu aniversário... dia 3 de maio!

A-cor-dei em um dia ensolarado com meu amor Luiz cantando parabéns para mim. Coloquei roupa de aniversário. Colhemos nossas folhas para o suco de clorofila. Brindamos e cantamos parabéns (de novo)! rs

Eu bem que poderia ter ficado quieta no meu canto. Mas, queria muito receber abraço de família!!! Minha família não pôde me visitar na fazenda.

Segui caminho... Fui para Jacarepaguá, na Cidade do Rio de Janeiro... receber abraço de saudade que enche o coração de alegria e os olhos com a água fresca que vem de dentro de nós.



Meu pai foi me buscar na Rodoviária. Cheguei no portão da casa da família e gritei: ôoo de casa!!!

Eis que surgiram no quintal: minha mãe Neide e meus dois sobrinhos João e Catarina.

Catarina segurou na minha mão e disse:
_ Babá (ela me chama assim desde sempre), feche os olhos...

Eu fechei os olhos. Ela me puxou e eu andei segurando sua mãozinha pequena.

Quando entro na sala da casa, me deparo com uma mesa de frutas frescas. No meio dos arranjos de frutas tinha uma tangerina gorda.

Adivinha o que tinha na tangerina?

 Velinha acesa!

Quanta emoção cantar PARABÉNS no umbigo de uma tangerina!


Uma recepção surpresa? Para mim, aquilo foi uma expressão de aceitação, um gesto de ofertar ao outro: a vida...

Comer-e-orar a escolha, que cada um tem,
 de viver de acordo com a sua própria natureza.
Luz apagada, velinha acesa. Da esquerda para direta: meu Pai Adir, eu, minha Mãe Neide, meus sobrinhos Catarina e João Paulo, minha Cunhada Camila e meu irmão Felipe

Quanta alegria!!!! Eu sorria, chorava e cantava no meio das pessoas queridas, experimentando uma das sensações mais bonitas de ser humano: LIBERDADE.

Alimentação Viva: como a escolha da alimentação interfere no convívio social e familiar?


Tá certo que comida é um fator cultural importante. Isso é inegável! Paladares, aromas, texturas geram afetos que orientarão nossos sentidos por uma vida inteira (bem provável). Mas, isso não significa que você precisará bater na mesma tecla para sempre. Nada disso!

Se você muda sua frequência energética para sintonizar com a beleza da vida, a delicadeza das flores, as paisagens... Você muda de dentro para fora!  Quando você purifica seu corpo, esta desintoxicação te fortalece por dentro, a tal ponto de você passar a rejeitar comidas e hábitos que não te fazem bem.

Nesse momento, você passa a exercer uma alimentação consciente! Passa orientar-se em admitir somente aquilo que aumenta a vida dentro de você, ao invés de enfraquecê-la.

Uma alimentação que transcende o mero fator cultural...


A Alimentação Viva é um chamado interno que brota dentro de você para torná-lo consciente das energias vivas que brotam do solo... do ar, das águas, do sol. Quando você recebe esse chamado no coração e o aceita com força de vontade... torna-se consciente da grande rede de energia vivas que regem com maestria a sagrada música da terra e do céu...  

Tudo bem que meu companheiro Luiz Nelson vive junto comigo e ama minha comida (peguei o moço pelo estômago, rs). Mas, a minha família supra-ultra-hiper convencional come pouquíssimos vegetais além de cebola, alho, tomate e batatas... Porém, isso nunca interferiu no nosso relacionamento.

É extremamente limitado compreender o alimento como um nivelador de pessoas. No tempo das cavernas... talvez isso fizesse algum sentido. Todavia, em pleno século XXI, o que determina nosso rumo é frequência energética e muita (mas muiiita) força de vontade para aceitar nossa mudança de padrão.

Comida é apenas uma escolha e escolher como viver faz parte da história de cada um de nós. Por isso, a escolha do que comer não te diferencia dos outros, nem significa que você deixará de amá-los como eles são. 

Meu sobrinho e afilhado querido: Joãozinho!

Ainda é muito forte o simbolismo da alimentação como fator responsável por reunir pessoas e estreitar os laços entre elas. Todavia, onde existe amor, existe um coração acordado que transcende pré-conceitos, ditaduras, regras, receitas de conduta ou protocolos de comportamento.

Família é comunhão!
Com meus sobrinhos João e Catarina,
sob as raízes da Grande Figueira que mora na pracinha
Con-viver é respeitar as outras formas de vida, sempre fortalecendo os laços pelo amor e pela confiança mútua. Quando fortalecemos os laços pelo amor, fortalecemos a nós mesmos!!!

A arte de viver está na sabedoria de compartilhar momentos, sejam eles alegres ou tristes, especiais ou cotidianos.

Sem a necessidade de querer viver a vida do outro. Sem a exigência de que você seja a pessoa que você não é. Sem compromisso com a homogeneidade.

Afinal, qual a finalidade de todo mundo ter
que fazer e gostar das mesmas coisas?

Seguimos respeitando as diferenças que existem entre nós e, acima de tudo, aceitando a vida como ela é: 

UNA e PLURAL
tudo ao mesmo tempo!!!

Essa é a Catarina, minha sobrinha fofa!



Aniversariando na pracinha


Eu fiquei muito feliz com este encontro encantado que gerou a história do umbigo luminoso da tangerina... Então,  reunimos as frutas em cestinhas e fomos fazer piquenique na pracinha!

Da esquerda para direita: João, Camila, Catarina e minha mãe Neide
Amei passar a tardinha de aniversário na praça e ter a oportunidade de valorizar este espaço como local de lucidez, divertimento e liberdade.

Da esquerda para direita: minha cunhada Camila, João, eu e Catarina
 
Praça é lugar onde o ar voa livre para comparecer ao concerto musical de passarinhos!

 Existem balanços para brincar com o vento e banquinhos para admirar o teto feito de céu.

Um dos raros espaços urbanos onde ainda existe terra à flor da pele do chão.


Antes de voltar para casa, ainda teve mais emoção... Fui visitar minha avó!
D. Neide: a grande musa inspiradora!!!!

 E quando cheguei lá, pronta para dar aquele abraço apertado...

Ela estava me esperando com uma caixinha fofa... Bilhete delicado, lacinho de fita e uma caixinha de frutas (porque é disso que Aline gosta rsrsrs). Coisas de vó!!!

Mais frutas...
Sem palavras...
A presença de pessoas que amam... desinteressadamente!
Esse é o meu maior presente!

Com Gratidão!

Aline Chaves
Feliz aniversariante do mês de maio

2 de mai de 2014

Ricota de girassol com abóbora

Vamos fazer ricotinha colorida?

Essa é pra lá de ótima!



Êita coisinha fácil!!!! rsrs


Ingredientes:


2 xícaras de abóbora madura com casca e tudo (esfrega bem com uma escovinha)
1 xícara de mandioca crua descascada
cheiro verde
sálvia
raspas da casca de laranja
sal
azeite
limão

Modo de Fazer:


Picar a abóbora e a mandioca em quadradinhos pequenos. Bater todos os ingredientes no liquidificador, sem usar água. 

É possível utilizar uma cenoura como socador, como se o liquidificador fosse o pilão do Século XXI. Bata tudo até virar um creme homogêneo e consistente (não vale deixar pedacinho de nada). 

Tempere com as ervas frescas, sal, azeite, limão e as raspas de laranja (ralar no ralador).

Fica DIVINO! 

Coloque o creme em um pratinho. Com as duas mãos molhadas dê o formato desejado. É possível também utilizar uma fôrma sem fundo...


Para de-coração: usamos quadradinhos de casca de laranja.


Deixar as cascas da laranja de molho na água por 2 horas (só a pontinha da casca, não é a parte branca). Dá um aroma e paladar muito diferenciados... 

De-coração: quadradinhos micro da casca de laranja.

É possível fazer também uns canapés de ora-pro-nobis com a ricota de girassol e abóbora!


As estrelinhas foram feitas com abóbora crua!

Espia só:

Como a abóbora é bem durinha, fazer estrelas em abóboras machuca a ponta dos dedos.

Então, utilizei um segundo pedaço de abóbora (bem maior) para apertar sobre o cortador e o pedaço de abóbora que eu queria cortar. O segundo pedaço de abóbora serviu como protetor para as minhas mãos.


Com carinho, amor e atenção,

Aline Chaves e as Panelas de Capim

Como fazer queijos e ricotas vegetais?


https://www.panelasdecapim.com.br/apostilasvivas

Alimentação Viva: um outro estilo de viver

Afinal, o que é Alimentação Viva para você?  Para nós, não se trata de um hábito alimentar, muito menos de uma dieta. A Alimentação...

Jovens postagens

.

O conteúdo deste blog é ofertado aos leitores que desejam aprimorar-se nas práticas da Alimentação Viva e inspirar-se no estilo de vida ecológico.

Agradeço de profundo coração os compartilhamentos que CO-LABORAM para divulgar este trabalho, citando as respectivas fontes e autoria!

Aqui mora um pequeno resumo dos muitos anos dedicados à pesquisa, onde uso o meu próprio corpo como experimento.

Peço gentilmente que não utilizem as nossas publicações para fins comerciais. Só porque não vale à pena promover-se financeiramente às custas do esforço e criatividade alheios.

A Vida vem da Vida!

Com carinho,

Aline Chaves
A moça que planta nas panelas

Licença Creative Commons
Panelas de Capim de Aline Almeida Chaves está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://panelasdecapim.blogspot.com.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

O que tem dentro das Panelas de Capim?