13 de nov de 2013

MacarrãoNada à bolonhesa do centeio germinado

Dá licença... Que hoje é dia de comida caseira em Panelas de Capim!

Almoço na mesa da Mãe Terrena: MacarrãoNada com molho de tomate e centeios germinados e Cia.


O nome é MacarrãoNada porque aqui não tem macarrão coisa nenhuma! Definitivamente, esta MacarrãoNada... impressiona os olhos e as papilas gustativas.

Tem gente que fica com água na boca. Aliás, este é um ótimo sinal, uma vez que o processo de digestão começa pela salivação. Imagine ralar 1 batata inglesa e ganhar um monte de macarrão de presente?

Imaginou??? Pois é, simples assim. rs

No lugar da batata inglesa, podemos usar também: batata baroa, batata doce, inhame ralado e pintado com cúrcuma, abobrinha, chuchu, abóbora brasileirinha, abóbora paulista... Não temos limites para investigação!


A idéia é mostrar uma forma bem interessante de experimentar vegetais crus em formato de macarrão...

Tá com água na boca? Então, vamos trabalhar...



Ingredientes:


2 batatas inglesas médias
2 tomates frescos
100g de tomates secos hidratados
cúrcuma
alho raladinho
cheiro verde
sal
azeite


O centeio é uma semente que você encontra inteira em casas de produtos naturais, importadoras ou lojas especializadas em sementes e especiarias. Se não encontrar centeio, está valendo fazer com trigo germinado, já que eles são parentes, ok?

Modo de fazer:


Para aproveitar as tirinhas... é necessário ralar as batatas no sentido longitudinal (de cima para baixo). Não é qualquer ralador, não. Tem que ser este aqui. 

Para fazer os fios, basta coloca o ralador na vertical com a lâminas redondinhas voltadas para baixo.



Este aqui também serve! Basta ralar a batata no sentido longitudinal no ralo redondinho.

Melhor ainda se você tem um espirilizador (ralador japonês que corta o vegetal... girando e os transforma em fios longos iguais ao macarrão que agente conhece).





Batatas raladas em mãos. Coloque-as na água com sal para retirar o excesso de amido. Coloque também na água os tomates secos... para que eles re-hidratem e possam compor nosso molho maravilhoso. Prestem atenção quando forem comprar tomates secos. Tomates secos são tomates desidratados e secos, não é aquela coisa seca cheia óleo que vendem por aí, não...




Enquanto as batatas e os tomates fazem banho de imersão, vá fazendo o molho de centeio germinado com tomates.

Corte os tomates frescos. rale 1 dente de alho. Junte-os no liquidificador com limão e sal. Bata sem usar água. Vai fazer um molho homogêneo. Agora, junte os tomates secos re-hidratados. Bata novamente. Pronto!

As sementes de centeio germinadas podem ser semi-processadas junto com o molho de tomate. Vão dar um quebradinha de leve, o que significa dizer que não é para bater perfeitinho. Nada de bater super-homogêneo, não. É para ficar uma papa grossa onde o centeio é mais ou menos inteiro. Esta é nossa bolonhesa de centeio!

Agora, escorra as batatas raladas. Escorra num escorredor de macarrão, claro! Deixe pingar um bocado, caso contrário seu macarrão vai virar um lago. Tempere as batatas com 1 cúrcuma ralada, sal e azeite. Aperte bem com as duas mãos para elas ficarem macias. 

Se quiser Amornar... as batatas raladas ficarão ainda mais macias!

Está pronto! É só inventar sua composição.



Tenham um excelente apetite!

Aline Chaves
Pesquisadora dos ciclos alimentares e alquimista de vegetais vivos

p.s. O queijo ralado da MacarrãoNADA é feito com a fermentação da mandioca: a famosa massa puba! Mas, esta fica para as cenas do próximo capítulo, ok?

3 comentários :

  1. Ai, ai, ai, que imagem mais linda. Eu amo as suas receitas.
    Gratidão.

    ResponderExcluir
  2. Só de olhar, já me deu vontade de fazer e comer...Lindo de se ver!!!

    ResponderExcluir
  3. Receita perfeita: saudavel, saborosa e facil de fazer!!!! Muito obrigada por compartilhar :-)

    ResponderExcluir

Olá!

Escreva aqui o seu comentário sobre a postagem.

Alimentação Viva: um outro estilo de viver

Afinal, o que é Alimentação Viva para você?  Para nós, não se trata de um hábito alimentar, muito menos de uma dieta. A Alimentação...

Jovens postagens

.

O conteúdo deste blog é ofertado aos leitores que desejam aprimorar-se nas práticas da Alimentação Viva e inspirar-se no estilo de vida ecológico.

Agradeço de profundo coração os compartilhamentos que CO-LABORAM para divulgar este trabalho, citando as respectivas fontes e autoria!

Aqui mora um pequeno resumo dos muitos anos dedicados à pesquisa, onde uso o meu próprio corpo como experimento.

Peço gentilmente que não utilizem as nossas publicações para fins comerciais. Só porque não vale à pena promover-se financeiramente às custas do esforço e criatividade alheios.

A Vida vem da Vida!

Com carinho,

Aline Chaves
A moça que planta nas panelas

Licença Creative Commons
Panelas de Capim de Aline Almeida Chaves está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://panelasdecapim.blogspot.com.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

O que tem dentro das Panelas de Capim?