21 de ago de 2015

A cruzinha como ambiente de transformação

Toda cozinha é sagrada!

Cozinhas re-ligam à terra... A Alimentação Viva expande essa ligação! Aqui sentimos a pulsação do mundo na palma das mãos!

 
Apresentamos a Cruzinha como um espaço para a aprendizagem de si mesmo. Nela, reside um laboratório de experimentos vivos utilizado por praticantes da alimentação viva para a produção artesanal de seus alimentos.
 
Um local reservado para entregar-se em ação e movimento ao desconhecido. As mais fantásticas obras de uma Cruzinha são descobertas pela inocência do descobrimento.
É ter o desconhecido nas mãos e combiná-lo com vontade de investigação! Descobrimos habilidades, cores e sabores.

Acreditamos na experiência como uma verdade criada por nós e para nós. Por meio dela, passamos a conhecer a realidade do QUE É, ao invés do que DEVE SER.
A verdadeira entrega à uma nova experiência, cria a técnica. Esse tipo de aprendizagem faz descobrir quem realmente somos e, portanto, renovar nosso olhar sobre o mundo. Esta é a proposta de uma Cruzinha Viva! 

Conceito de Cruzinha Viva


A Cruzinha é a cozinha que não cozinha nada. O ambiente doméstico perfeito para organizar a produção artesanal de alimentos vivos, sempre dispensado o cozimento e o resfriamento. 
Trata-se de espaço de auto-aprendizagem onde transcendemos hábitos característicos de uma cozinha convencional.  Nela, encontramos um ambiente de transformações que torna perceptíveis os ciclos da natureza dentro de você e da sua casa.

Uma salada de intenções e invenções

 

Na Cruzinha, aprendemos a soltar as mãos e deixar a criatividade nos conduzir na descoberta do espontâneo, do belo, do criativo e do colorido.
Na cozinha onde não se cozinha nada... somos inspirados pelos fluxos da vida!

Aqui vive um lar para saberes sensíveis que germinam, brotam, desidratam, fermentam... A transformação corre solta na palma das mãos.

Promovemos a vida por toda parte e fazemos isso de forma criativa, SEMPRE!
Sim, porque as possibilidades e combinações de vegetais crus e sementes germinadas são ilimitadas! Temos ainda muito o que aprender!!!

Você é um pesquisador, agora. Seu desejo é invenção e ousadia! 
Ao organizar a cruzinha, devemos estar preparados para romper paradigmas muito fortes em nossa sociedade, pois estaremos transformando a nós mesmos! Isso incomoda muita gente, especialmente quem não tem força, nem iniciativa para fazer o mesmo.
O principal rompimento é com a ilusão de que estamos distantes dos ciclos da natureza.


A Cruzinha e os ciclos da natureza


Em uma casa, a Cruzinha simboliza a aproximação com a Terra. Desse modo, ela é capaz de tornar visível diferentes ciclos da natureza em nossas vidas, de modo a devolver-nos um sentimento partilhado pelos ancestrais mais remotos: somos parte de algo maior.

Os alimentos vivos chegam à Cruzinha para serem utilizados do modo como oferecidos na natureza: 
  • sementes germinadas ou brotadas;
  • vegetais crus, desidratados ou fermentados. 

germinação - brotação - fermentação - desidratação

Para que a transformação corra solta na palma das mãos, necessário estar bem organizado para isso. 

Organização dos espaços para ter uma cruzinha viva


Ambiente seco e arejado, com sombra e claridade solar. Lembre-se acontecerá uma vasta diversidade de produção de alimentos vivos...
A Cruzinha deve estar estruturada para dar suporte à mudança. Portanto, é fundamental que haja uma organização mínima para produção de alimentos com vida.
  • suporte para guardar sementes secas (vidros com tampa);
  • suporte para a germinação de sementes (local com sombra e arejado, longe de aparelhos eletrodomésticos);
  • suporte para abastecimento constate do brotário;
  • suporte para fermentação;
  • suporte para desidratação dos alimentos.
Observa-se, assim, a Cruzinha como um ambiente de transformação, onde adquire-se vitalidade com criatividade!
Sim, porque o tradicional fogão e a geladeira perderam o papel de protagonistas para outras diferentes possibilidades de preparo dos alimentos.

Conexão

 
Como ambiente de transformação, a Cruzinha apresenta um estilo de vida em conexão com as forças criadoras da vida.

As atividades de germinação, brotação, fermentação e desidratação se complementam com a compostagem dos resíduos orgânicos. Tudo é reflexo dos ciclos geradores de equilíbrio entrando em nossas vidas para afastar a ilusão humana de isolamento e separação da natureza.

Um ambiente de cuidado, de atenção e experimentação contribui para inteira vivência do momento presente. Assim nos conhecemos e nos transformamos em pessoas integradas, capazes, portanto, de ver a Vida como um Todo.

Re-descobrir quem somos, transforma nossos hábitos de vida.
Organiza-se, assim, a construção de uma forma de viver mais harmoniosa, criativa, saudável, autônoma, responsável e pacífica.

Com carinho,
Aline Chaves
Pesquisadora dos ciclos alimentares e alquimista de vegetais vivos

Para aprofundar-se...

Construa a sua própria cruzinha! 
Busque os materiais, ferramentas e utensílios indispensáveis. Conserve folhas, raízes, hortaliças e frutas sem precisar do uso de geladeiras. Aprenda técnicas para construir seus espaços de produção de vida: berçário de sementes, brotário, desidratador solar...

Participem dos Ciclos de Oficinas da Casa Viva:
Acessem: http://www.panelasdecapim.com.br/a-casa-viva

Alimentação Viva: um outro estilo de viver

Afinal, o que é Alimentação Viva para você?  Para nós, não se trata de um hábito alimentar, muito menos de uma dieta. A Alimentação...

Jovens postagens

.

O conteúdo deste blog é ofertado aos leitores que desejam aprimorar-se nas práticas da Alimentação Viva e inspirar-se no estilo de vida ecológico.

Agradeço de profundo coração os compartilhamentos que CO-LABORAM para divulgar este trabalho, citando as respectivas fontes e autoria!

Aqui mora um pequeno resumo dos muitos anos dedicados à pesquisa, onde uso o meu próprio corpo como experimento.

Peço gentilmente que não utilizem as nossas publicações para fins comerciais. Só porque não vale à pena promover-se financeiramente às custas do esforço e criatividade alheios.

A Vida vem da Vida!

Com carinho,

Aline Chaves
A moça que planta nas panelas

Licença Creative Commons
Panelas de Capim de Aline Almeida Chaves está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://panelasdecapim.blogspot.com.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

O que tem dentro das Panelas de Capim?

Voe para o nosso Site!

Voe para o nosso Site!
www.panelasdecapim.com.br