13 de mai de 2016

Os ciclos na cruzinha

 
Uma Cruzinha se orienta pelos ciclos da natureza. Portanto, o planejamento desse laboratório vivo deve ser estruturado de acordo a contagem do tempo, as condições climáticas ou realidade dinâmica das estações.

Observe! Veja como é lindo!!! Permitir integrar-se à natureza por um portal translúcido e irreverente que mora dentro da sua casa: a cozinha.

Se você permitir, a cozinha pode vir a  tornar-se um ambiente sensível de ligação com a terra e, principalmente, um espaço de transformação. As estações mudam. Tudo muda!


Você passa a ver a cozinha como um lugar de pesquisa, uma laboratório que passará a identificar e conhecer os  tempos necessários para que aconteçam os processos naturais de germinação, brotação, fermentação e desidratação.

Cada casa, cada ambiente, cada cidade, estado ou país representa um tipo de biorregião ou ecossistema diferente.

No momento em que você percebe isso, amplia o processo de consciência e sai estatisticamente do padrão! rs Haverá, então, uma relação direta com entre os ciclos da natureza e os ciclos da cruzinha. O planejamento prévio te organizará para uma produção variada e constante de alimentos:
  • germinação no ar: germinação diária.
  • chás de sol, com ervas e flores comestíveis variadas.
  • desidratados: pães, farinhas, bolachas, bolinhos ou massa de empadões, quando expostos ao sol;
  • fermentados:queijos; legumes prensados e demais receitas que podem demorar dias para ficarem prontas;
  • germinação na água: algumas sementes demoram um tempo considerável para consumo, como côco, amêndoas, nozes, avelãs, castanhas. Outras, porém, são mais rápidas, como a aveia, a cevadinha, a quinoa, bem como as nozes, as amêndoas e as avelãs, sem a casca.
  • brotação no ar ou na terra: deve sempre haver ciclos de germinação de sementes para reposição contínua do brotário e, consequentemente, garantir uma colheita constante.

 E quando sobra?

Na cruzinha nada sobra. Tudo se transforma.

Nada de colocar na geladeira! Assuma o autoconhecimento do seu próprio corpo. Conheça a sua medida e passe a fazer comida do tamanho que você consegue comer.




A cruzinha ensina que comida viva é comida fresca. Portanto, crie novas possibilidades, ao invés de estocar alimento de forma desvitalizada!

Todo excesso se transforma em:
  • brotos (verifique a semente adequada. Algumas são tóxicas para esta finalidade);ou
  • fermentados ou conservas vivas (diferentes opções/tempos de preparo); ou
  • desidratados (diferentes opções/tempos de preparo); ou
  • compostagem (o alimento da terra). 

 

O ciclo da terra: compostagem


Observe que os ciclos de transformação da natureza estão presentes na rotina alimentar doméstica.
Portanto, a compostagem é o alimento da terra!!! Uma tecnologia que busca semelhança com o processo natural de decomposição ocorrido nas florestas. Com o tempo necessário e a constante sobreposição das folhas secas, o material orgânico que já cumpriu sua função na natureza volta a ser terra.

Aprenda sobre a criação de variados processos de compostagem urbana nos links:

O ciclo das águas: limpeza doméstica responsável


Com relação aos materiais de limpeza, damos preferência ao sabão de côco, tendo em vista a menor agressividade da sua composição química.

Combinamos seu uso com a bucha vegetal, em substituição à esponja, de fabricação sintética, cujo tempo de decomposição na natureza é bem mais avançado.
Conheça nossas receitas de produtos de limpeza ecológicos na postagem:  


Espero ter colaborado para ampliar a sua conexão com a natureza que existe dentro de você!

Um beijinho do coração,

Aline Chaves
Pesquisadora dos ciclos alimentares e alquimista de vegetais vivos

Sentada no telhado da menor Cruzinha do mundo. Espaço de Con-vivências das Panelas de Capim. Casimiro de Abreu-RJ
Vale à pena convidar vocês para o primeiro ciclo de oficinas que introduz à organização da cruzinha viva. Será que ocorrerá no último final de semana do mês de julho, aqui na sede das Panelas de Capim.

http://www.panelasdecapim.com/#!oficinas/c15f7

30 e 31/07- As Oficinas da Casa Viva: Organização dos espaços da cruzinha

Ciclo de oficinas para organização dos espaços da cruzinha. Oferecemos variados processos de produção doméstica de alimentos vivos. Desde a organização da desidratação até o planejamento da germinação e brotação das sementes, bem como fermentação de vegetais crus. Imersão na Alimentação Viva. Duração: 1 final de semana, saiba mais...

Inclui hospedagem sem roupa de cama e banho em ecohostel, todas as refeições com Alimentação  Viva e orientação pedagógica.

Informações sobre valores e inscrições: panelasdecapim@gmail.com


PARA SABER QUANDO SERÁ A PRÓXIMA ATIVIDADE, 
visite a agenda das Panelas de Capim:
Clique na imagem acima!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

O que tem dentro das Panelas de Capim?

Por onde começar?

Por onde começar?
Apostila para iniciantes na Alimentação Viva.

Manual de Alimentação Viva - Parte I

Manual de Alimentação Viva - Parte I
Para praticantes intermediários e avançados.