6 de mai de 2014

Ser vivo em comer-oração!

Sábado passado foi meu aniversário... dia 3 de maio!

A-cor-dei em um dia ensolarado com meu amor Luiz cantando parabéns para mim. Coloquei roupa de aniversário. Colhemos nossas folhas para o suco de clorofila. Brindamos e cantamos parabéns (de novo)! rs

Eu bem que poderia ter ficado quieta no meu canto. Mas, queria muito receber abraço de família!!! Minha família não pôde me visitar na fazenda.

Segui caminho... Fui para Jacarepaguá, na Cidade do Rio de Janeiro... receber abraço de saudade que enche o coração de alegria e os olhos com a água fresca que vem de dentro de nós.



Meu pai foi me buscar na Rodoviária. Cheguei no portão da casa da família e gritei: ôoo de casa!!!

Eis que surgiram no quintal: minha mãe Neide e meus dois sobrinhos João e Catarina.

Catarina segurou na minha mão e disse:
_ Babá (ela me chama assim desde sempre), feche os olhos...

Eu fechei os olhos. Ela me puxou e eu andei segurando sua mãozinha pequena.

Quando entro na sala da casa, me deparo com uma mesa de frutas frescas. No meio dos arranjos de frutas tinha uma tangerina gorda.

Adivinha o que tinha na tangerina?

 Velinha acesa!

Quanta emoção cantar PARABÉNS no umbigo de uma tangerina!


Uma recepção surpresa? Para mim, aquilo foi uma expressão de aceitação, um gesto de ofertar ao outro: a vida...

Comer-e-orar a escolha, que cada um tem,
 de viver de acordo com a sua própria natureza.
Luz apagada, velinha acesa. Da esquerda para direta: meu Pai Adir, eu, minha Mãe Neide, meus sobrinhos Catarina e João Paulo, minha Cunhada Camila e meu irmão Felipe

Quanta alegria!!!! Eu sorria, chorava e cantava no meio das pessoas queridas, experimentando uma das sensações mais bonitas de ser humano: LIBERDADE.

Alimentação Viva: como a escolha da alimentação interfere no convívio social e familiar?


Tá certo que comida é um fator cultural importante. Isso é inegável! Paladares, aromas, texturas geram afetos que orientarão nossos sentidos por uma vida inteira (bem provável). Mas, isso não significa que você precisará bater na mesma tecla para sempre. Nada disso!

Se você muda sua frequência energética para sintonizar com a beleza da vida, a delicadeza das flores, as paisagens... Você muda de dentro para fora!  Quando você purifica seu corpo, esta desintoxicação te fortalece por dentro, a tal ponto de você passar a rejeitar comidas e hábitos que não te fazem bem.

Nesse momento, você passa a exercer uma alimentação consciente! Passa orientar-se em admitir somente aquilo que aumenta a vida dentro de você, ao invés de enfraquecê-la.

Uma alimentação que transcende o mero fator cultural...


A Alimentação Viva é um chamado interno que brota dentro de você para torná-lo consciente das energias vivas que brotam do solo... do ar, das águas, do sol. Quando você recebe esse chamado no coração e o aceita com força de vontade... torna-se consciente da grande rede de energia vivas que regem com maestria a sagrada música da terra e do céu...  

Tudo bem que meu companheiro Luiz Nelson vive junto comigo e ama minha comida (peguei o moço pelo estômago, rs). Mas, a minha família supra-ultra-hiper convencional come pouquíssimos vegetais além de cebola, alho, tomate e batatas... Porém, isso nunca interferiu no nosso relacionamento.

É extremamente limitado compreender o alimento como um nivelador de pessoas. No tempo das cavernas... talvez isso fizesse algum sentido. Todavia, em pleno século XXI, o que determina nosso rumo é frequência energética e muita (mas muiiita) força de vontade para aceitar nossa mudança de padrão.

Comida é apenas uma escolha e escolher como viver faz parte da história de cada um de nós. Por isso, a escolha do que comer não te diferencia dos outros, nem significa que você deixará de amá-los como eles são. 

Meu sobrinho e afilhado querido: Joãozinho!

Ainda é muito forte o simbolismo da alimentação como fator responsável por reunir pessoas e estreitar os laços entre elas. Todavia, onde existe amor, existe um coração acordado que transcende pré-conceitos, ditaduras, regras, receitas de conduta ou protocolos de comportamento.

Família é comunhão!
Com meus sobrinhos João e Catarina,
sob as raízes da Grande Figueira que mora na pracinha
Con-viver é respeitar as outras formas de vida, sempre fortalecendo os laços pelo amor e pela confiança mútua. Quando fortalecemos os laços pelo amor, fortalecemos a nós mesmos!!!

A arte de viver está na sabedoria de compartilhar momentos, sejam eles alegres ou tristes, especiais ou cotidianos.

Sem a necessidade de querer viver a vida do outro. Sem a exigência de que você seja a pessoa que você não é. Sem compromisso com a homogeneidade.

Afinal, qual a finalidade de todo mundo ter
que fazer e gostar das mesmas coisas?

Seguimos respeitando as diferenças que existem entre nós e, acima de tudo, aceitando a vida como ela é: 

UNA e PLURAL
tudo ao mesmo tempo!!!

Essa é a Catarina, minha sobrinha fofa!



Aniversariando na pracinha


Eu fiquei muito feliz com este encontro encantado que gerou a história do umbigo luminoso da tangerina... Então,  reunimos as frutas em cestinhas e fomos fazer piquenique na pracinha!

Da esquerda para direita: João, Camila, Catarina e minha mãe Neide
Amei passar a tardinha de aniversário na praça e ter a oportunidade de valorizar este espaço como local de lucidez, divertimento e liberdade.

Da esquerda para direita: minha cunhada Camila, João, eu e Catarina
 
Praça é lugar onde o ar voa livre para comparecer ao concerto musical de passarinhos!

 Existem balanços para brincar com o vento e banquinhos para admirar o teto feito de céu.

Um dos raros espaços urbanos onde ainda existe terra à flor da pele do chão.


Antes de voltar para casa, ainda teve mais emoção... Fui visitar minha avó!
D. Neide: a grande musa inspiradora!!!!

 E quando cheguei lá, pronta para dar aquele abraço apertado...

Ela estava me esperando com uma caixinha fofa... Bilhete delicado, lacinho de fita e uma caixinha de frutas (porque é disso que Aline gosta rsrsrs). Coisas de vó!!!

Mais frutas...
Sem palavras...
A presença de pessoas que amam... desinteressadamente!
Esse é o meu maior presente!

Com Gratidão!

Aline Chaves
Feliz aniversariante do mês de maio

6 comentários :

  1. Sempre tive curiosidade sobre sua família, de saber como foi a aceitação e tals. A minha acha que sou 'louca' e que vou ficar fraquinha e anêmica rsrsrsrs, mesmo percebendo como estou saudável e energética. Perdi 10 kg então o povo ficou assustado, mas não conseguem lembrar que "antes" (quando eu morava no interior e não comia industrializados) eu era exatamente magrinha assim. Vc tambm é magrinha Aline, como vc era antes? Perdeu muitos kgs? Eu até gostaria de engordar um pouquinho pro povo parar de se apavorar quando me vêm, mas me sinto bem assim e não quero voltar a enfraquecer o meu corpo com aquelas comidas de antes ;) Um abração e parabéns pelo aniversário, desejo muitos e muitos anos de vida saudável.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi querida!

      Agradecida pelos parabéns!

      Sim, minha família já compreendeu que vivemos felizes, cada um do seu jeitinho!

      No início, emagreci muito fiquei com 49kg. Depois, voltei ao meu peso normal 54kg.

      Compreendo este início como uma desintoxicação. Depois que você se desintoxica, passa a se alimentar de verdade e fica do jeito como você realmente é...

      Né?

      beijão

      Excluir
  2. Aline,
    Você é muito especial, merece todo o nosso amor!!!!!!Felicidades mil!!!!!Beijuuus.

    ResponderExcluir
  3. Emocionei-me profundamente...
    Agradeço por você compartilhar esse dia tão especial.
    Muita vida nos teus dias!
    Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gratidão Quésia!

      Tudo de bom para você também,querida!!!

      Muita vida para todos nós!!!

      beijão

      Excluir

Olá!

Escreva aqui o seu comentário sobre a postagem.

Alimentação Viva: um outro estilo de viver

Afinal, o que é Alimentação Viva para você?  Para nós, não se trata de um hábito alimentar, muito menos de uma dieta. A Alimentação...

Jovens postagens

.

O conteúdo deste blog é ofertado aos leitores que desejam aprimorar-se nas práticas da Alimentação Viva e inspirar-se no estilo de vida ecológico.

Agradeço de profundo coração os compartilhamentos que CO-LABORAM para divulgar este trabalho, citando as respectivas fontes e autoria!

Aqui mora um pequeno resumo dos muitos anos dedicados à pesquisa, onde uso o meu próprio corpo como experimento.

Peço gentilmente que não utilizem as nossas publicações para fins comerciais. Só porque não vale à pena promover-se financeiramente às custas do esforço e criatividade alheios.

A Vida vem da Vida!

Com carinho,

Aline Chaves
A moça que planta nas panelas

Licença Creative Commons
Panelas de Capim de Aline Almeida Chaves está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://panelasdecapim.blogspot.com.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

O que tem dentro das Panelas de Capim?