12 de mai de 2013

Brotando no ar...

Sair brotando no ar... não necessariamente quer dizer que você vai sair voando por aí... (desculpem, não resisti à brincadeira!). 

O interessante nos brotos de ar é que além de terem sabor e crocância deliciosos, eles são mais fáceis de transportar para algum lugar e "encantar" algum incrédulo que não acredita como você pode desejar comer isso...

Salada verde com brotos de alfafa no ar: decorada com flores da pata de vaca

Bem, vamos à brotação no ar?


A energia vital aqui está no poder guardado lá no fundo da semente que desperta quando encontra com o ANJO do AR.

Em primeiro lugar, não são todas as sementes que possuem este dom de se transformar em um brotinho sem precisar de terra e ainda por cima resistir aos danados dos fungos.

Somente alguns tipos de sementes fazem brotos no ar: 


1. encontradas em lojas de alimentos para pássaros:
nabão, níger e colza.


2. encontradas em importadoras e lojas especializadas:
alfafa, trevo, feijão moyashi, brócolis e feno grego. 

Faça a sua pesquisa sobre as sementes, busque aquelas que estão mais próximas de você... O acesso deve ser simples!

Como fazer brotos no ar, dentro de casa?


Passo 1: iniciar o processo de germinação com 1 colher de sopa de sementes dentro de um vidro grande com filó e elástico (a quantidade de sementes é pequena, pois os brotos crescem muito e podem ficar imprensados sem ar dentro do vidro). Tempo: mais ou menos 8 horas de molho na água.

Sementes de trevo na água
 Passo 2: continuar o processo de germinação das sementes dentro do vidro com o filó e o elástico, respirando no ar. Lavar diariamente, pela manhã e à noite. Tempo: demora uma média de 5 a 7 dias respirando no ar

 Este processo demora, em média, 5 dias... Diariamente, lavando as sementes pela manhã e à noite... Até que elas se tornem brotos no ar!


Atenção: lembre-se que sementes mal cuidadas ficam fedorentas e dão fungos horríveis!!! 



Lavem bem suas sementes... até que elas se tornem lindos brotos carregados de vitalidade, exuberantes, verdinhos, sem precisar de terra.
Brotos de trevo
Pronto, agora você já sabe fazer brotos no ar!

Bom apetite!

3 comentários :

  1. Oi Aline, seu blog me encantou, não tenho um quintal aqui em casa, então chamei minha mãe e decidimos fazer hortinhas em vasos. Digamos que na época eu tinha pouca experiência com jardinagem e não deu muito certo; mas encontrei o seu blog, estou aprendendo muito e decidi voltar a tentar produzir alimentos em casa.
    Então, vamos às perguntas: o broto de feijão também é produzido por esse método? Se não, como ele é produzido? E como é feito o corte, a colheita dos brotos de germinação em terra?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Márcio!

      Que bom que vocês estão animados!

      Não, não brotamos feijão!!! São tóxicos!

      Veja mais sobre as sementes que usamos para fazer brotos na postagem que ensinamos a fazer BROTOS NA TERRA (Vamos Brotar para Quebrar?). Está tudo escrito lá.

      http://panelasdecapim.blogspot.com.br/2013/05/agora-vamos-brotar-pra-quebrar.html

      Essa postagem aqui, onde você comenta, ensina um outro método de brotação... a que é feita no ar.

      Até!

      Excluir
  2. Estou chegando agora não conhecia este tipo de alimentos como saborear e germinar sementes mas confesso que estou feliz em conhecer e sei por certo que muito me ajudará pois tenho colesterol alto e tenho problemas de intestino preso tenho tomado muitos remédios e chás más pouco tem ajudado
    Quero me adaptar com esses modos de germinar as sementes espero que será um sucesso pra minha saude ...gostei muito
    Obrigado por a descoberta dessas erminaçoes

    ResponderExcluir

Olá!

Escreva aqui o seu comentário sobre a postagem.

Alimentação Viva: um outro estilo de viver

Afinal, o que é Alimentação Viva para você?  Para nós, não se trata de um hábito alimentar, muito menos de uma dieta. A Alimentação...

Jovens postagens

.

O conteúdo deste blog é ofertado aos leitores que desejam aprimorar-se nas práticas da Alimentação Viva e inspirar-se no estilo de vida ecológico.

Agradeço de profundo coração os compartilhamentos que CO-LABORAM para divulgar este trabalho, citando as respectivas fontes e autoria!

Aqui mora um pequeno resumo dos muitos anos dedicados à pesquisa, onde uso o meu próprio corpo como experimento.

Peço gentilmente que não utilizem as nossas publicações para fins comerciais. Só porque não vale à pena promover-se financeiramente às custas do esforço e criatividade alheios.

A Vida vem da Vida!

Com carinho,

Aline Chaves
A moça que planta nas panelas

Licença Creative Commons
Panelas de Capim de Aline Almeida Chaves está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://panelasdecapim.blogspot.com.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

O que tem dentro das Panelas de Capim?