20 de fev de 2015

Risoto de aveia com quiabo ao molho de capim limão

Existem umas misturinhas bobas que dão super certo!
Esta é uma delas! rs


Fica bom demais, não toma muito o seu precioso tempo e dá liberdade para você exercer outros tipos de atividades...

O Alimento Vivo é acessado pelo corpo inteiro: caminhando ao ar livre, por exemplo.

Portanto, sugerimos a comida mais simples do mundo para comer no dia-a-dia. Assim, há diversidade de oportunidades para compartilhar a nossa alegria de viver em outros cantos, com outros encantos e outras histórias.


A alquimia deste prato está no sabor dos temperos que ficaram todos misturados no azeite extra-virgem, sob o sol do verão, dentro de uma casquinha de côco...
E não é que deu samba?

Meu Pai Celeste! Quanta delícia!!!

Ingredientes:






1 xícara de aveia inteira em grão e sem casca germinada na água (clique aqui e aprenda)
5 a 6 quiabos bem lavadinhos e cortados em rodelas finas
tomatinhos cerejas a gosto
1 cebola
1 limão
1 talo de capim limão (ou cebolinha à gosto)
ervas desidratadas
azeite extra virgem
sal

Modo de Fazer:





Não tem capim limão? Troca por cebolinha, que está tudo certo!

O modo de fazer é moleza ! Basta você colocar os temperos dentro de uma casca de côco: o capim limão, as ervas desidratadas, o azeite e o sal. Deixe no sol quando acordar de manhã. Na hora do almoço, o tempero já estará pronto!

Caso não dê muito tempo para esta mágica, 1 hora de sol já dá jeito nesse sabor... É que a casca do côco no sol presenteia uma mágica para este paladar, sabe? Huuummm

Bom, a parte do capim limão utilizada aquié o talo, a base do corpo dele. Corte em fatias bem finas, porque sua textura é mais grosseira. Ficar no sol com os outros temperos, ajudará a amolecê-lo.
Base do Capim Limão

Bem, agora você corta o quiabo e o tomate em rodelinhas. Que delícia!

Já comeu quiabo cru? É crocante... Corte em rodelinhas e espere o risoto ficar pronto para acrescentá-lo.

A cebola pode ser cortada do jeito que você quiser, tá! Pode colocá-la de molho na água por 5 minutos para retirar o excesso de ardido.

Se você quiser pode AMORnar em uma panela de barro (inóx, ágata ou vidro): os tomates, a cebola e a aveia germinada.

Use fogo bem baixo e vá mexendo rapidinho. Quando estiver morninho é porque pode desligar. Já está pronto! 
O objetivo é manter a temperatura do fogo da vida: até 43º. Não precisa de termômetro. É só tocar com as suas mãos que elas te dirão se já está no ponto ideal.

Agora, vai lá no sol e pega seu tempero pronto! Misture tudo ao risoto, acrescente o quiabo em rodelas no final.  Depois dele, pinga-se meio limão e está tudo pronto.


Em qualquer amornado em fogo baixo, o limão superaquece... Por isso, vai sempre por último.
 ****************
(ficamos sem as palavras rsrsrs)



Com a alegria de viver entusiasmada (Entusiamo = cheio de Deus dentro),

Aline Chaves
Pesquisadora dos Ciclos Alimentares e Alquimista de Vegetais Vivos

3 comentários :

  1. Aline, sou apaixonada pelo blog e por suas receitas, todas parecem ser feitas tão delicadamente e com carinho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que maravilha!!!

      É muito carinho, mesmo! A parte mais difícil é tirar fotografia. Por duas razões: a foto tem que ser linda e Luiz (meu companheiro) está sempre com fome. rs

      Comentários como este seu são inspirAMORES!!! Agradecida de coração!

      um beijão

      Excluir
  2. parabéns pelo blog!!! vc explica muito muito bem... necessário para leigas como eu que estão entrando neste mundo mágico da natureza viva!!! obrigada de coração

    ResponderExcluir

Olá!

Escreva aqui o seu comentário sobre a postagem.

Alimentação Viva: um outro estilo de viver

Afinal, o que é Alimentação Viva para você?  Para nós, não se trata de um hábito alimentar, muito menos de uma dieta. A Alimentação...

Jovens postagens

.

O conteúdo deste blog é ofertado aos leitores que desejam aprimorar-se nas práticas da Alimentação Viva e inspirar-se no estilo de vida ecológico.

Agradeço de profundo coração os compartilhamentos que CO-LABORAM para divulgar este trabalho, citando as respectivas fontes e autoria!

Aqui mora um pequeno resumo dos muitos anos dedicados à pesquisa, onde uso o meu próprio corpo como experimento.

Peço gentilmente que não utilizem as nossas publicações para fins comerciais. Só porque não vale à pena promover-se financeiramente às custas do esforço e criatividade alheios.

A Vida vem da Vida!

Com carinho,

Aline Chaves
A moça que planta nas panelas

Licença Creative Commons
Panelas de Capim de Aline Almeida Chaves está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://panelasdecapim.blogspot.com.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

O que tem dentro das Panelas de Capim?