16 de jan de 2015

Desidratação de ervas cheirosas


Esta postagem é um conjunto de dicas preciosas que contribuirão para você nunca mais jogar fora aquele maço com ervas de cheiro.

Sim, aquele maço de folhas aromáticas que você colheu na sua hortinha; ou comprou com todo carinho na feira orgânica, Mas, não consegui utilizar tudo na culinária.

Então? Vamos dar uma esticadinha no tempo das ervas mais cheirosas dos jardins?


Lavanda, louro, alfavaca, anis, hortelã, manjericão, louro, 
alecrim, rosa branca, alfavacão cravo, capim limão...

Pois, bem você vai precisar de ervas aromáticas e mais...
  •  um barbantinho para pendurá-las no teto, no caso de arbustos lenhosos como alecrim e lavanda, louro...
  • um pote de cerâmica, cesto de palha, caixa de madeira ou coité para depositá-las, no caso das ervas de folhas macias como o lírio do brejo e todas as espécies da família Labiadas: manjericão, alfavaca, hortelã...
No detalhe, o alecrim pendurado. Alfavaca e erva cidreira na cestinha.
Agora, basta deixá-las descansar à sombra fresca... Durante 3 a 4 semanas
Em local de nenhuma umidade e nenhum pingo de água.


Como saber se as ervas estão prontas?


Passado um longo período de espera... Você saberá que as ervas estarão prontas quando ficarem mais escuras, crocantes (claro que não precisa mastigá-las para perceber isso rsrsrs) e com acentuado aroma perfumado.

Tudo certo?

Então, consiga uma peneira com buracos grandes e uma bacia para colocar em baixo. Esta última receberá as ervas que caem da peneira. Eu uso peneira comprada em loja de material de construção!


Meditação da ervas cheirosas

- erva desidratada em estado bruto (com galhos e folhas inteiras)
- peneira
- bacia

Organizados todos os materiais necessários, sente-se cuidadosamente em local aconchegante e peneire com estado de atenção.


É uma delícia!

Aline fazendo meditação das ervas cheirosas
Aos poucos, você vai separando em um cantinho todo o material lenhoso (se tiver, é claro) que não passar pelo buraquinho da peneira.



Armazene suas ervas desidratadas longe da umidade, por amor!

Suas ervas cheirosas devem ser armazenadas em um vidro fechado com tampa e guardadas em local seco e fresco.

Como utilizar ervas desidratadas no seu cotidiano?

As ervas desidratadas são muito mais poderosas, pois estão com o acúmulo das suas potencialidades no seu ponto máximo. Isso ocorre, pois perderam suas águas e, agora, estão superconcentradas nas forças dos seus princípios ativos.

Para temperar suas ricotas fermentadas (clique aqui para aprender), para um fazer chá aromático, um banho de assento, um maravilhoso escalda pés... além de uma série de utilidades que você mesmo vai inventar!

E o que fazer com os galhos que sobram?


Eu enrolo em um laço de fita e coloco dentro do armário. Quando perde o cheiro, jogo gotinhas de algum óleo essencial. Os galhos viram aromatizadores dos nossos guardados. Quando fica velhinho, jogo no jardim! 

Aproveitem bastante os aromas que a vida nos proporciona!

Com carinho,

Aline chaves
Pesquisadora dos Ciclos Alimentares e Alquimista de Vegetais Vivos

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Olá!

Escreva aqui o seu comentário sobre a postagem.

Alimentação Viva: um outro estilo de viver

Afinal, o que é Alimentação Viva para você?  Para nós, não se trata de um hábito alimentar, muito menos de uma dieta. A Alimentação...

Jovens postagens

.

O conteúdo deste blog é ofertado aos leitores que desejam aprimorar-se nas práticas da Alimentação Viva e inspirar-se no estilo de vida ecológico.

Agradeço de profundo coração os compartilhamentos que CO-LABORAM para divulgar este trabalho, citando as respectivas fontes e autoria!

Aqui mora um pequeno resumo dos muitos anos dedicados à pesquisa, onde uso o meu próprio corpo como experimento.

Peço gentilmente que não utilizem as nossas publicações para fins comerciais. Só porque não vale à pena promover-se financeiramente às custas do esforço e criatividade alheios.

A Vida vem da Vida!

Com carinho,

Aline Chaves
A moça que planta nas panelas

Licença Creative Commons
Panelas de Capim de Aline Almeida Chaves está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://panelasdecapim.blogspot.com.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

O que tem dentro das Panelas de Capim?