14 de nov de 2014

MacarrãoNada de abóbora paulista com lentilhas germinadas



Eis a pergunta que fica no ar... Como fazer macarrão de abóbora?

Primeiro lugar, não é qualquer abóbora, tá!

Abóbora paulista é aquela comprida. Por isso, conseguimos utilizar ralar os fios longos de macarrão vegetal. Entendeu?



Para aproveitar as tirinhas... é necessário ralar a abóbora no sentido longitudinal (de cima para baixo). Não é qualquer ralador, não. Tem que ser este aqui.

Para fazer os fios, basta coloca o ralador na vertical com a lâminas redondinhas voltadas para baixo.


Este aqui também serve! Basta ralar a batata no sentido longitudinal no ralo redondinho.


Melhor ainda se você tem um espirilizador (ralador japonês que corta o vegetal girando em espiral e os transforma em fios longos - bem semelhantes ao macarrão que nós conhecemos).




Vamos à receitinha básica?


Ingredientes:

1 xícara de lentilhas germinadas e descascadas (aprenda a germiná-las, clique aqui)
1/2 abóbora paulista
1 tomate

sementes de cominho à gosto 
coentro fresco à gosto
folhinhas de manjericão
azeite
limão
sal


Modo de fazer:

Deixar as sementes de cominho hidratadas em água pura durante 1 ou 2 horas. Retirá-las do molho. Picar o tomate, o coentro e deixá-los em um potinho de molho no limão, azeite e sal. Vai pegar gosto e ficar sensacional!

Enquanto o tempero fica descansando, descasque as lentilhas germinadas. Coloque-as dentro de uma  bacia com água. Esfregue-as com ambas as mãos. Depois que já tiverem soltado bem as cascas. Despeje as cascas para fora da bacia. Vá enchendo de novo a bacia e repetindo este processo até praticamente 80% a 100% das sementes ficarem sem a casca.

Agora, rale a abóbora paulista (com casca e tudo)... misture-a com a lentilha descascada e tempere com os demais ingredientes.

Quer Amornar seu macarrão?

Você pode amornar em uma panela de barro (ou ferro, ágata, inóx, vidro...). Nesse caso, o molhinho entra só no final, pois tanto o azeite, como o limão superaquecem. Tem que mexer muito e usar o fogo bem baixo, que é para o macarrão não ficar parado no fundo da panela.

Se preferir pode usar a mão dentro da panela para mexer, pois a mão é o termômetro do fogo da vida. É se que o alimento é vivo, o uso do fogo tem se que ser só para AMORnar sabe? É muito mais AMOR do que calor...

Quando é que fica pronto? Amorne até que a sua mão suporte o calor... Ficou morninho? É porque tá pronto... Coloque o molho temperado e arrase!

Faça a de-coração com a folhinhas de manjericão!

Desfrute das belezas, cores e sabores de uma Comida Viva!!!

Com carinho,

Aline Chaves
Pesquisadora dos Ciclos Alimentares e Alquimista de Vegetais Vivos

2 comentários :

  1. Que delícia a descrição, imagino o macarrão. Adorei o blog, felicidade em te conhecer (por aqui). Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, Patrícia!

      Fiquei muito feliz! Agradecida pelo carinho!!!

      beijos

      Excluir

Olá!

Escreva aqui o seu comentário sobre a postagem.

Alimentação Viva: um outro estilo de viver

Afinal, o que é Alimentação Viva para você?  Para nós, não se trata de um hábito alimentar, muito menos de uma dieta. A Alimentação...

Jovens postagens

.

O conteúdo deste blog é ofertado aos leitores que desejam aprimorar-se nas práticas da Alimentação Viva e inspirar-se no estilo de vida ecológico.

Agradeço de profundo coração os compartilhamentos que CO-LABORAM para divulgar este trabalho, citando as respectivas fontes e autoria!

Aqui mora um pequeno resumo dos muitos anos dedicados à pesquisa, onde uso o meu próprio corpo como experimento.

Peço gentilmente que não utilizem as nossas publicações para fins comerciais. Só porque não vale à pena promover-se financeiramente às custas do esforço e criatividade alheios.

A Vida vem da Vida!

Com carinho,

Aline Chaves
A moça que planta nas panelas

Licença Creative Commons
Panelas de Capim de Aline Almeida Chaves está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://panelasdecapim.blogspot.com.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

O que tem dentro das Panelas de Capim?