28 de fev de 2014

Os Pastéis de São José!

Comer alimentos vivos é comer vida!

Vida pode estar dentro de um afeto, por exemplo. Uma vontade que só dá em gente. Sabe como é, né?

Pode até ser Panelas de Capim... Mas, quem pensa que a gente só come mato... se engana!!! E muuuuiiito!

Olha como são fofos os Pastéis de São José: 

Por que o nome Pastéis de São José? Porque este é o Santo dos Trabalhadores...

Fazer pastel dá trabalho, né? 

Mais do que trabalho... dá serviço! Lindo serviço de fazer pastéis ao sol. Uma massa linda de sementes germinadas misturada com farinha de outras sementes germinadas!

A massa é tão perfeita que possui a liga necessária para criar: pastéis, esfirras, croquetes, bolinhos de chuva... Quem dá o formato e escolhe o recheio são vocês. Divirtam-se com sua capacidade criativa!!! 


Então, lá vamos nós!!!!!!!


Quer aprender esta receita linda de pastel?

https://www.panelasdecapim.com.br/apostilasvivas



Coloque o recheio e feche. Leve ao sol! Em 1 hora, estão prontos seus pastéis de São José!

Não tem sol? 


Use o forno do seu fogão, deixando-o entreaberto e  no mínimo. Lembre-se: a temperatura ideal é aquela não machuca suas mãos e, desse modo, não machucará sua comida também.





Vida viva é assim! Quando dá vontade de inventar, a gente inventa!

Com carinho,

Aline Chaves
Pesquisadora dos ciclos alimentares e Alquimista de vegetais vivos

7 comentários :

  1. Que 'linduchos' esses pasteis!!! Fiquei admirada, vou experimentar, e como dá serviço vou correndo germinar o amendoim ;) quem sabe até semana que vem consigo provar essa guloseima que só faz bem.

    Obrigada, obrigada por compartilhar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi querida!

      Que bom se animou!!!

      Só para te esclarecer... que essa farinha de amendoim, assim como a farinha de mandioca desidratada, são nossos curingas da cruzinha.

      Podemos armazená-las por até 1 mês. Por isso, é sempre bom fazer um pouco a mais e deixar em um vidro com tampa. Assim, você vai criando suas comidas e incrementando de vez em quando...

      A farinha de amendoim, por exemplo, pode ser feita quando você faz um leite de amendoim, por exemplo. Bate amendoim germinado com água no liquidificador. Coa no voal. Bebe o leite. O que sobra no coador é farinha... desidratada e vai juntando suas sobras de leite. Vale à pena!

      É só uma dica!

      beijos

      Excluir

Olá!

Escreva aqui o seu comentário sobre a postagem.

Alimentação Viva: um outro estilo de viver

Afinal, o que é Alimentação Viva para você?  Para nós, não se trata de um hábito alimentar, muito menos de uma dieta. A Alimentação...

Jovens postagens

.

O conteúdo deste blog é ofertado aos leitores que desejam aprimorar-se nas práticas da Alimentação Viva e inspirar-se no estilo de vida ecológico.

Agradeço de profundo coração os compartilhamentos que CO-LABORAM para divulgar este trabalho, citando as respectivas fontes e autoria!

Aqui mora um pequeno resumo dos muitos anos dedicados à pesquisa, onde uso o meu próprio corpo como experimento.

Peço gentilmente que não utilizem as nossas publicações para fins comerciais. Só porque não vale à pena promover-se financeiramente às custas do esforço e criatividade alheios.

A Vida vem da Vida!

Com carinho,

Aline Chaves
A moça que planta nas panelas

Licença Creative Commons
Panelas de Capim de Aline Almeida Chaves está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://panelasdecapim.blogspot.com.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

O que tem dentro das Panelas de Capim?