20 de mar de 2013

A influência da lua no organismo humano

“Acorda vem olhar a lua, que dorme na noite escura... derramando doçura.”

Não vemos o céu brilhar menos do que os postes, posto que não olhamos mais para cima. 

Em pleno século XXI, ainda organizamos as nossas vidas a partir dos ciclos lunares... Esta informação parece mentira. Mas, não é!

Organização do tempo



No ocidente, dividimos o tempo em semanas...

Cada semana possui 7 dias e representa uma unidade do calendário lunar, que corresponde aos 29 dias e meio que a lua leva para completar seu ciclo de rotação em torno da Terra. A cada passo, uma posição diferente: nova, crescente, cheia e minguante.

Mudanças corporais



Durante cada fase lunar, Lua e Terra atraem-se mutuamente a partir da força gravitacional. Esta força na Terra é sentida mais sobre os líquidos do que os sólidos. A razão disso é simples: oceanos se movem muito mais facilmente do que montanhas.

Toda vez que ocorre a subida nas águas, sabemos que a lua atingiu o ponto mais alto do céu em relação a um determinado ponto da terra. Isso significa dizer que identificamos que a lua está onde a água é mais atraída, ao ponto de aumentar de volume e se acumular. Assim, formam-se as marés.

Talvez pouca gente perceba, mas nós humanos também somos influenciados pela porção 70% de água que somos. Todos nossos líquidos corporais possuem as suas próprias marés.

Somos compostos internamente por água e possuímos em comum uma força interna que a expande, retrai e muda de posição, no mesmo ritmo e tempo das marés apresentadas pelos rios, mares e oceanos.


Por que é bom cortar cabelo na lua crescente?


Quando a força do sol se combina à da lua, é percebida a mudança de intensidade nas marés, que são classificadas como marés vivas e marés mortas.

As marés vivas ocorrem nos equinócios de primavera e outono. Ocorrem na lua nova ou cheia. Quando sol e lua estão em linha reta, as marés ficam mais fortes e os líquidos corporais se expandem. Cortar cabelo em maré viva significa perder sais minerais e outras substâncias essenciais ao desenvolvimento da raiz dos cabelos.

Nas marés mortas, as forças de atração entre sol, lua e Terra, se opõem entre si. As marés ficam mais fracas na lua crescente e minguante, momento em que os líquidos corporais se retraem.

Desse modo, cortar o cabelo nestes períodos é menos danoso, pois não haverá perdas de nutrientes tão significativas.

Lua nas Mulheres



Os ciclos lunares também estão presentes na feminilidade e nos fetos. Mulheres possuem ciclos menstruais de 28 dias e engravidam após 9 meses e meio, que correspondem a 9 e ½ ciclos de 28 dias.

Mulheres que vivem juntas e não são expostas à iluminação artificial excessiva, menstruam juntas, pois têm seus organismos sincronizados com a lua. A influência deste corpo celeste sobre as mulheres estaria ligada à luminosidade.




Você sabe em qual lua você menstrua? 

Eu, particularmente, me observo e sinto a minha menstruação mudar a cada duas luas. Seguindo em transformação para as fases lunares subseqüentes.

Então, se eu menstruo na lua nova. Após dois ciclos menstruais seguidos nesta fase da lua, eu passo a sangrar nas luas crescentes. Depois das crescentes, sangro duas luas cheias... Até retornar à lua nova novamente.

A vida é cíclica! Independente da época em que vivemos e das modernidades que inventamos. Ela permanece cíclica e sagrada.
 
E quando tudo muda na sua vida...já reparou a lua da menstruação muda também?


Influência nos vegetais


Do mesmo modo se explicam os ciclos da seiva nos vegetais...

Os ciclos lunares estariam a indicar o melhor momento para plantar folhas ou raízes, fazer podas e colheitas.



Quanto mais cheia a lua, mais seiva corre pelo corpo da planta, o que indica bom momento para podar os galhos quando se quer ver a planta mais viçosa.

Lua crescente, para plantar ervas e verduras.

Lua crescente quase cheia, ótima para plantar frutos.

Quanto menos cheia a lua, menos seiva nas plantas...

Lua minguante, melhor para fazer podas de galhos;

Lua nova, ótima para plantar raízes.

Promete que vai olhar a lua hoje? rs

Até breve! 

Aline Chaves e as Panelas de Capim

Para saber mais, conheçam o livro:
Eneida Duarte Gaspar. O Organismo Humano e os ritmos da Natureza. Editora Pallas.

5 comentários :

  1. Excelente, Aline!!! Estou aprendendo muito com o teu blog. Amei esta postagem, Bom Demais. Bjs. Sueli.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sueli!

      Que bom que gostou... De fato, há muita sabedoria do Universo dentro de todos nós!

      beijos

      Excluir
  2. amei amei amei tudo clea mãe do afonso

    ResponderExcluir
  3. Amei a reportagem que li sobre VC, acho que na revista exame. Achei seu blog, vou distrinncha-lo todinho. Há muito tempo que venho falando desse novo conceito de vida e as pessoas não se importam.. Pra mim tudo isso faz enorme sentido. Mas é algo que parte de dentro pra fora, da consciência e da necessidade de cada um. Parabéns!!! Bjos.

    ResponderExcluir

Olá!

Escreva aqui o seu comentário sobre a postagem.

Alimentação Viva: um outro estilo de viver

Afinal, o que é Alimentação Viva para você?  Para nós, não se trata de um hábito alimentar, muito menos de uma dieta. A Alimentação...

Jovens postagens

.

O conteúdo deste blog é ofertado aos leitores que desejam aprimorar-se nas práticas da Alimentação Viva e inspirar-se no estilo de vida ecológico.

Agradeço de profundo coração os compartilhamentos que CO-LABORAM para divulgar este trabalho, citando as respectivas fontes e autoria!

Aqui mora um pequeno resumo dos muitos anos dedicados à pesquisa, onde uso o meu próprio corpo como experimento.

Peço gentilmente que não utilizem as nossas publicações para fins comerciais. Só porque não vale à pena promover-se financeiramente às custas do esforço e criatividade alheios.

A Vida vem da Vida!

Com carinho,

Aline Chaves
A moça que planta nas panelas

Licença Creative Commons
Panelas de Capim de Aline Almeida Chaves está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://panelasdecapim.blogspot.com.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

O que tem dentro das Panelas de Capim?